Posicionamento do Rotor em turbinas Eólicas

Sensores uprox+ controlam a posição do rotor em Turbinas Eólicas da VENSYS

Com um design inovador do gerador, a VENSYS Energy AG, com sede em Saarland, na Alemanha, fez todo o caminho até Pequim para os Jogos Olímpicos. Foram 43 turbinas eólicas da VENSYS, construídas pelo sua parceira, a chinesa Goldwind, para fornecer energia elétrica amigável ao meio ambiente. Neste projeto, foram utilizados diversos sensores indutivos da linha uprox+.

  • Energia para Jogos Olímpicos: 43 turbinas Eólicas est?o usando sensores de proximidade indutivos Uprox+

  • Dois sensores indutivos Uprox+ determinam de forma confiável a posi??o do angulo da pá

  • Dois sensores indutivos Uprox+ medindo a velocidade em uma roda dentada

Crescimento Global

As turbinas eólicas da VENSYS, construídas e testadas em Saarbrücken, Alemanha, atualmente estão em funcionamento na Usina Eólica Higgins Mountain, no Canadá, e também na cidade alemã de Grevenbroich. A parceira chinesa Goldwind está planejando colocar três usinas em operação com mais de 1 mil turbinas eólicas.

No que diz respeito à segurança, o sistema de controle de pitch é um dos componentes mais importantes de uma turbina eólica. O sistema mede e controla o ângulo de trabalho das pás do rotor da turbina, o que pode mudar o consumo de energia. Por exemplo, o controle do pitch permite que as pás do rotor girem contra o vento durante o arranque inicial. Durante a operação, a velocidade da turbina pode ser mantida constante independente das alterações do vento, apenas ajustando o ângulo de trabalho das pás. No entanto, em uma tempestade, o controle de pitch gira as pás do rotor automaticamente, diminuindo a velocidade, a fim de evitar possíveis danos.

Sensores garantem a confiabilidade

"Um mau funcionamento pode ter consequências fatais", diz Dr. Stephan Joeckel, diretor de eletrotecnologia na VENSYS. Não é de admirar que a confiabilidade da tecnologia de medição neste campo é a maior prioridade. Essa é a razão pela qual VENSYS Energy AG decidiu utilizar sensores indutivos da Turck. Em cada turbina Eólica, seis sensores uprox+, sendo dois em cada pá, determinam a posição exata dos rotores de forma simultânea. Para fazer isso, cada sensor registra a posição final das pás do rotor. Um sétimo sensor determina a posição da escotilha para manutenção da turbina. Com os dados de todos os sensores, o sistema de controle assegura que cada pá do rotor esteja na posição correta. A potência é transmitida entre o motor e a pá do rotor, através de uma correia dentada, minimizando o desgaste e aumentando a segurança.

Só em 2007, VENSYS forneceu 60 turbinas eólicas com sensores da Turck, sem encontrar quaisquer dificuldades. "Até agora, só tivemos boas experiências", confirma Dr. Joeckel. "Além do alto nível de confiabilidade, alta qualidade e uma relação custo-benefício atraente, a resistência à alta EMC também foi um fator importante na decisão a favor do uso dos sensors uprox+. Devido à sua proximidade com o gerador das turbinas eólicas, o risco é maior, então o tema da EMC desempenha um papel significativo nesta área de aplicação".

Resistente e impermeável

Como frequentemente as plantas de energia eólica estão localizadas em regiões costeiras, com concentrações relativamente elevadas de partículas, todos os componentes da planta devem atender a requisitos elevados quando se trata de impermeabilidade. Aqui, o sensor uprox+ também foi capaz de marcar alguns pontos: no design padrão, os sensores são encapsulados em um corpo de latão niquelado, com grau de proteção IP68 para atender as elevadas exigências dos engenheiros da VENSYS.

Select Country

Turck worldwide

小草青青在线观看免费